Comprimidos

Leia a bula.

Ao persistirem os sintomas, procure um médico que saiba responder algo além de "deve ser amor".
Que coisa doentia.

quarta-feira, novembro 03, 2010

Em suma, sumiria.

Hoje não é um bom dia para morrer.
Ontem talvez tivesse sido, as cinzas se misturariam com tantas as outras no meio do mar. Fênix é o cacete, me deixa ir. Me deixa nadar, me afogar, me perder, me encontrar e sumir, com ou sem mim. Sanar essa ferida que não estanca, sanar minha sandice, minha encenação de gente viva.
Mas hoje não é mais um bom dia pra morrer. Perdi a hora, e então só ano que vem.
Pelo menos algum dia da minha história deve fazer sentido.
Nem que seja o ultimo.

9 comentários:

Gabi Rodrigues disse...

Menina amei teu blog, achei super criativo! Obrigada por me visitar tá?

Um bjo bem doce pra ti flor;**

Menino de asas disse...

"pra que buscar o paraíso se até o poeta fecha o livro?"


força sempre

Guilherme Rodriguez disse...

Vivo perdendo a hora, vezes culpa minha, vezes culpa dos outros. E nisso quem sabe o dia que fará sentido ainda chegue, ou não.
"Fênix é o cacete, me deixa ir."

Como sempre, muito bom. Tenho que dizer, seu blog é foda.

Sunflower disse...

Ou pelo menos, cheguemos achar a serenidade nessa sandice que não nos deixa.

Camila P. disse...

pergunta paródica à Fênix: quanto tempo é preciso viver antes de poder voltar às cinzas?

Titi disse...

Eu suma, o Onibus da linha 14 pode levar qualquer um para sumir.
Obrigada pela visita no blog e pelo comentário.

Natália Nunes disse...

te contar que sou virginiana com ascendente em áries e lua em capricórnio.

nunca leio horóscopo mas adoro astrologia.


obrigada pela visita!

Mariana Stutz disse...

Pára de ser linda, vai.

Sr. Reticente disse...

O pulso ainda pulsa?!
Muito bom. Muito bom isso de transformar tristeza, dor, abuso, impaciência ou sei lá mais o que em palavras, como você faz!

Feliz semana!

:o)