Comprimidos

Leia a bula.

Ao persistirem os sintomas, procure um médico que saiba responder algo além de "deve ser amor".
Que coisa doentia.

domingo, outubro 24, 2010

Substantivo masculino singular. Extremamente singular.

A: Vou indo.
B: Nem te vi aí, olá.
A: Já fui.
B: Não minta, olha seus olhos aqui perseguindo os meus.
A: São apenas olhos.
B: São seus.
A: É apenas eu.
B: Sou eu.
A: Não, sou eu.
B: Mas sem você não há mais...
A: Você? Quantos pronomes...
B: Isso vai além da gramática.
A: Pode ser, mas tá na hora de um ponto final...
B: Porque você está tão reticente?
A: É que eu ainda estou na duvida.
B: Então se dê um tempo pra pensar...
A: Você ainda vai estar aqui?
B: Por ai, nessas esquinas.
A: Curvadas feito virgulas, não é mesmo?
B: É, tão bonitas...
A: Lindas!
B: Quer dar uma volta pela cidade?
A: Mas eu ainda não me decidi.
B: Vamos tomar um café, ler umas borras.
A: Você acredita nisso?
B: Não, mas acredito em nós.

7 comentários:

Mariana Stutz disse...

Agradeço seu comentário.
Seja sempre bem-vinda por lá, viu?

E eu também darei meus pitacos por cá.

Mariana Stutz disse...

Visto que sinto antes de tudo inveja por estar escrevendo.
Há tempos que não consigo transmitir uma idéia bosta que seja ao papel/teclado/vidro embaçado do banheiro.

Em segundo lugar, deixo também meus elogios.
Gostei dos textos de Outubro (os únicos que li, por hora) e do background do blog (hihi).

Mariana Stutz disse...

*por você estar escrevendo (no início do último comentário)

Mariana Stutz disse...

Hahahaha, esse tá legal também.
Me lembra Donnie Darko...

Amandagp disse...

Muito bom! Seu blog é descolado, gostei :)

Natalie Magarian disse...

Gostei muito do seu blog! Me identifiquei com ele.
Se ler algumas postagens minhas aleatoriamente, perceberá :)

Camila disse...

Muito bom esse texto, adorei!